Monthly Archives: Setembro 2010

Fundamentos da Aromaterapia em curso teórico e prático sobre óleos essenciais (Niterói) – Com Arnaldo V. Carvalho

Curso Básico de Aromaterapia
Curso teórico-prático sobre óleos essenciais, graxos e tratamentos

Com Arnaldo V. Carvalho*

Aromaterapia, campo de saber multidisciplinar, que abrange conhecimentos de botânica, química, farmacologia, neurociência, conhecimentos tradicionais, fisiologia humana, ecologia, entre outros.

A partir de outubro, em Niterói, o terapeuta e Professor Arnaldo V. Carvalho ensinará os principais fundamentos da técnica, com a qual se poderá beneficiar a própria saúde e a de todos em volta com o poder curativo das plantas aromáticas e seus óleos essenciais. Há muitos diferenciais em relação a outros cursos de aromaterapia. Leia os objetivos, conteúdos e diferenciais, e saiba mais sobre esse curso tão especial.

30 de outubro; 13 e 27 de novembro; 11 de dezembro (nesse dia a aula começa 11H – e inclui almoço aromático).

OBJETIVOS: Trazer as bases fundamentais na compreensão e perfeita utilização de óleos essenciais, ácidos graxos e demais matérias-primas e técnicas da aromaterapia; Fornecer ao aluno um panorama detalhado do mercado e das técnicas associadas; Permitir que o aluno possa produzir com qualidade e segurança produtos de aromaterapia para utilização pessoal ou profissional; Conhecer os principais óleos essenciais e óleos gordos utilizados no mercado europeu e mundial para a prática de aromaterapia, inclusive com sua descrição geral e propriedades terapêuticas.

que-es-aromaterapia.jpgPROGRAMA:

• Bases de Aromaterapia
• Aspectos históricos e panorama mercadológico atual;
• Noções botânicas e farmacológicas;
• Generalidades sobre óleos essenciais e óleos carreadores:
– Formas de extração de óleos
– Características fisico-químicas
– Óleo essencial x essência
– Óleo carreador não refinado x refinado
– Propriedades terapêuticas gerais
• Veículos empregados em aromaterapia;
• Formas de administração terapeutica de óleos;
• Descrição e propriedades específicas de cada um dos óleos estudados no curso (cerca de 50 tipos)
• Lei das sinergias;
• Taxas de Evaporação;
• Contra-indicações;
• Formulações básicas;

OBS: Durante o curso são aplicadas dinâmicas e práticas diversas.

DIFERENCIAIS:

Práticas variadas durante o curso; O aluno leva os produtos que confecciona; O professor não está comprometido com nenhuma empresa de aromaterapia, e assim tem liberdade de indicar diversas linhas; O professor tem formação em naturopatia e estuda a aromaterapia desde 1993; Conhecerá o desenvolvimento da Aromaterapia Profunda, onde se pode enxergar a aromaterapia de maneira sustentável, transpessoal e ligada a uma rede de cuidados com a saúde muito especial. Teremos nessa edição um especial almoço aromático.

LOCAL: Espaço Levemente (Icaraí, Niterói, RJ)

HORÁRIO: Sábados de 14-18H

VALOR: Até 3×133,33 (R$400,00); (pagamento para novembro, parcelado em até 3x) ou a vista com 10% de desconto.

Inclui rica apostila e óleos essenciais e carreadores que serão usados em experiências na confecção artesanal de produtos (o material confeccionado fica com o aluno).

Informações: faleconosco@portalverde.com.br ou (21) 8729-6399 (Elga).

FACILITADOR:

* ARNALDO V. CARVALHO – terapeuta corporal e naturopata

Autor do livro: “Shiatsu Emocional”, fundador e administrador do site e blog Aromatologia e Aromaterapia. Ministra cursos relacionados à saúde natural, inclusive aromaterapia em diversos estados do Brasil e exterior.

Visite:

www.arnaldovcarvalho.com

www.aromatologia.com.br

aromatologia.wordpress.com

http://www.portalverde.com.br

http://portalverde.wordpress.com

www.shiatsuemocional.com.br

Ibrape

O Ibrape – Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino – promove para o dia 20 de novembro curso de Aromaterapia com Profa Marcia Del Grandi*. O curso é especialmente focado na aplicação na área estética.

ObjetivosFormação de profissionais capacitados a aplicar de maneira prática e eficiente os óleos essenciais dentro de sua especialidade terapêutica. Para tanto, o programa proposto irá trazer as bases fundamentais na compreensão e perfeita utilização de óleos essenciais, ácidos graxos e demais matérias-primas e técnicas da aromaterapia.

Conteúdo Programático

  • I – História da inclusão da Aromaterapia e sua utilização em benefício da saúde
  • II – Definição de Aromaterapia e suas aplicações gerais
  • III – Diferenças entre Óleos Essenciais, Essências e Óleos Vegetais
  • IV – Forma de ação dos Óleos Essenciais
  • V – Classificação e Aplicabilidade dos Óleos Essenciais na Estética
  • VI – Inclusão dos Óleos Essenciais em protocolos Estéticos Faciais e Corporais

*Profa. Márcia Del Grandi – Nutricionista, Esteticista, Professora de Técnicas manuais e Coordenadora dos Cursos Técnicos do IBRAPE.

Mais informações: http://www.ibrape.com.br/novoSite/default.asp

Arnaldo V. Carvalho divulga seus últimos cursos no ano (via Portal Verde)

O professor Arnaldo V. Carvalho, terapeuta corporal e naturopata, anuncia seus últimos cursos para o ano: Aromaterapia (Icaraí, Niterói, RJ) Sábados de 14-18H 30 de outubro; 13 e 27 de novembro; 11 de dezembro Valor: R$400,00; (pagamento para novembro, parcelado em até 3x) Inclui rica apostila e óleos essenciais e carreadores que serão usados em experiências na confecção artesanal de produtos (o material confeccionado fica com o aluno). Informaçõ … Read More

via Portal Verde

EFA inicia curso de Óleos Essenciais no dia 8 de outubro

Com carga horária de 60 horas teórico-práticas, a duração do Curso é de aproximadamente dois meses, com aulas duas vezes por semana, no turno da noite, sendo que há possibilidade de aulas em finais de semana.

Segunda-feira, 27 de Setembro de 2010

O curso inicia no próximo dia 08 de outubro, com aulas na EFA Três Passos, junto ao Campus da Unijuí.

O Centro de Educação Básica Francisco de Assis – EFA, em sua Unidade de Educação Profissional Três Passos, lança a primeira edição do curso “Qualificação em Óleos Essenciais: Aplicações na Aromaterapia e Massoterapia”, que tem como principal objetivo ensinar os fundamentos de terapia com óleos essenciais, através da capacitação básica de qualquer interessado no uso dos principais óleos essenciais para o tratamento das mais variadas moléstias.

Com carga horária de 60 horas teórico-práticas, a duração do Curso é de aproximadamente dois meses, com aulas duas vezes por semana, no turno da noite, sendo que há possibilidade de aulas em finais de semana.

O curso inicia no próximo dia 08 de outubro, com aulas na EFA Três Passos, junto ao Campus da Unijuí.

Informações e inscrições podem ser efetuadas na Secretaria da EFA, junto ao Campus da Unijuí em Três Passos, pelo telefone (55) 3522.2122 no turno da noite, e pelo e-mail webefa@unijui.edu.br.

Os Óleos Essenciais:

Na literatura especializada encontramos registros históricos que fazem referências ao uso de óleos extraídos de plantas. Entre os povos antigos, os egípcios faziam uso dos óleos essenciais na saúde, cosmética e na higiene e também em suas cerimônias religiosas como ofertas a seus deuses, além das mais diversas populações como: gregos, romanos, chineses, indianos entre outros.

Os óleos essenciais são frações líquidas e voláteis que contém as substâncias responsáveis pelo aroma das plantas, produto resultante do seu  metabolismo secundário.

A aromaterapia, que significa o uso terapêutico dos óleos essencias, foi  acidentalmente redescoberta por René-Maurice Gattefossé, químico, que após queimar a mão, em uma pequena explosão de laboratório, usou óleo essencial de lavanda em seu estado puro, observando efeitos analgésicos rápidos, regeneração celular e assepsia (qualidade anti-séptica). Surpreso com os resultados, pesquisou as propriedades dos óleos essenciais, sendo seguido neste trabalho por vários outros pesquisadores, chegando até a atualidade com usos e aplicações nas mais diversas áreas: saúde, perfumaria, alimentícia, cosmética e outras.

As moléculas dos óleos essenciais penetram no organismo de duas formas: inalação e aplicação na pele.

Mesmo que o mecanismo pelo qual os seres humanos detectam os aromas ainda não seja completamente conhecido, é pelo nariz que as moléculas são encaminhadas a duas vias: cérebro e pulmões.

Para o cérebro, através dos cílios olfatórios, sinais eletroquímicos são transmitidos para o bulbo e trato olfatório e destes até o sistema límbico, estando este relacionado a diversas atividades essenciais de sobrevivência como: sono, fome, sede, memória, euforia, relaxamento, resposta sexual, etc., o que resulta na ação dos óleos essenciais sobre as emoções.

A massagem é uma maneira importante para a aplicação dos óleos essenciais, sendo do ponto de vista físico, o modo mais eficaz de introduzi-los no organismo. Acontece uma interação entre o poder terapêutico do toque e a escolha dos óleos essenciais adaptados à condição física, emocional e ao temperamento do paciente/cliente naquele momento específico.

FONTE: http://efacentro.wordpress.com/2010/09/27/efa-inicia-curso-de-oleos-essenciais-aplicacoes-na-aromaterapia-e-massoterapia/

Canela, a rainha dos Aldeídos

CANELA – Colesterol, Diabetes, Plaquetas, Anti-fungica, etc.


Canela,  pauzinho cheiroso presente em diversas receitas culinárias é a casca de uma poderosa planta medicinal, graças as substâncias concentradas em seu óleo essencial.

Ação anticoagulante

O cinamaldeído (também denominado aldeído cinâmico) é o principal ativo do óleo essencial presente na Canela. Tem sido amplamente estudado pelos seus efeitos sobre as plaquetas do sangue.

As plaquetas são componentes do sangue que se destinam a aglomerar-se em situação de emergência (como lesões corporais), como uma forma de parar o sangramento, mas em circunstâncias normais, no caso de se aglomerarem demasiado, podem provocar um fluxo sanguíneo insuficiente.

O cinamaldeído do O. E. de canela ajuda a prevenir a aglutinação excessiva das plaquetas. (Isto sucede através da inibição da libertação de um ácido graxo inflamatório, denominado ácido araquidonico, das membranas das plaquetas e através da redução da formação de uma molécula inflamatória mensageira, o tromboxano A2). A capacidade da canela para reduzir a libertação de ácido araquidonico das membranas celulares também a coloca na categoria dos alimentos antiinflamatórios que podem ajudar na redução da inflamação.

Actividade antimicrobiana

Os óleos essenciais da canela também são classificados como antimicrobianos e a canela tem sido estudada pela capacidade de ajudar a impedir o crescimento de bactérias e fungos, incluindo a problemática levedura candida. Em testes de laboratório, os extratos de canela suspenderam muitas vezes (embora nem sempre) o desenvolvimento de leveduras resistentes ao uso de fluconazol, um medicamento antifúngico frequentemente usado.

As propriedades antimicrobianas da canela são tão eficazes que pesquisas recentes demonstraram que esta especiaria pode ser utilizada como uma alternativa aos conservantes de alimentos tradicionais. Num estudo, a adição de apenas algumas gotas de óleo essencial de canela a 100 ml de caldo de cenoura, posteriormente refrigerado, inibiu o crescimento de bacillus cereus, um agente patogénico de origem alimentar, durante pelo menos 60 dias. Quando o caldo era refrigerado sem a adição de óleo de canela, o bacillus cereus patogénico desenvolveu-se apesar da temperatura fria. Além disso, os pesquisadores observaram que a adição de canela não só agiu como um conservante eficaz, mas melhorou também o sabor do caldo.

Controle dos níveis de açúcar no sangue

Temperar com canela um alimento que tenha um teor elevado de hidratos de carbono pode ajudar a diminuir o seu impacto sobre os níveis de açúcar no sangue. A canela abranda a velocidade a que o estômago fica vazio após as refeições, reduzindo o aumento do açúcar no sangue após a ingestão.

Os investigadores mediram a velocidade a que o estômago de 14 pessoas saudáveis ficava vazio após terem ingerido 300 gramas (1,2 xícaras) de pudim de arroz simples ou temperado com 6 gramas (1,2 colheres de chá) de canela. A adição de canela ao pudim de arroz reduziu a velocidade de esvaziamento gástrico de 37% para 34,5% e atenuou significativamente o aumento dos níveis de açúcar no sangue após a refeição.

A canela também pode ajudar de forma significativa pessoas com diabetes do tipo 2 a melhorar a sua capacidade de resposta à insulina, normalizando assim os seus níveis de açúcar no sangue. Quer os estudos em tubos de ensaio, quer os estudos em animais demonstraram que os compostos da canela não só estimulam os receptores da insulina, mas também inibem uma enzima que os desactiva, aumentando assim significativamente a capacidade de as células utilizarem a glicose.

O aroma da canela estimula a função cerebral

Consumir canela melhora a capacidade do organismo de utilizar o açúcar do sangue e sentir simplesmente o seu aroma maravilhoso aumenta a actividade do cérebro!

Descobriu-se que mascar chicletes com aroma de canela ou simplesmente cheirar canela impulsionava o processamento cognitivo dos participantes do estudo.

O cálcio e as fibras melhoram a saúde do cólon e protegem contra doenças cardíacas.

Além dos seus óleos essenciais característicos, a canela é uma excelente fonte de manganês e uma fonte rica em fibra alimentar, ferro e cálcio. A combinação de cálcio e fibra é importante e pode ajudar a prevenir diversas doenças. O cálcio e as fibras podem ligar-se aos sais biliares e ajudar a removê-los do organismo. Ao eliminar a bílis, a fibra ajuda a prevenir os danos que determinados sais biliares podem causar às células do cólon, reduzindo assim o risco de cancro do cólon. Além disso, quando a bílis é removida pela fibra, o organismo tem de neutralizar o colesterol a fim de produzir mais bílis. Este processo pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol elevados, o que pode ser útil na prevenção da aterosclerose e da doença cardíaca. Para portadores da síndrome do intestino irritável, a fibra da canela também pode proporcionar alívio durante a prisão de ventre ou a diarreia.

Funchal, 18 de Setembro de 2010

FONTE: http://plantascurandeiras.blogspot.com/2010/09/canela-colesterol-diabetes-plaquetas.html

AUTOR:

REVISÃO: Arnaldo V. Carvalho

então, virando aquele rua de esquina é  a vereador duque estrada.
*o endereço certo é :
*Rua Dom Luiz Lasagna (!!!), 151 casa
Arnaldo – Arnie – PET diz (16:23):
*entra-se na duque estrada, vira a 2 esquerda (rua antonio fernandes), vira a 2 a esquerda novamente.
Arnaldo – Arnie – PET diz (16:26):
*achei o cel
Nivia diz (16:26):
*vou anotar
Arnaldo – Arnie – PET disse (16:32):
*minha mãe está querendo internar vovó
Arnaldo – Arnie – PET disse (16:33):
*ela não comeu absolutamente nada hoje.

Espaço Flor do Cerrado ganha espaço com produção de óleos essenciais

O Espaço Flor do Cerrado, que desenvolve diversas atividades terapêuticas em Cuiabá, vêm se destacando agora também por sua nova produção de óleos essenciais. O espaço, dirigido pela família Belai, é localizado em uma grande chácara no Parque Nova Esperança, em Cuiabá.

Ali, dedicam-se a agricultura familiar, com foco em plantas medicinais há duas décadas. O local, antes de solo empobrecido e de serventia apenas ara pasto, foi ao longo dos anos recuperado, e está repleto de plantas autóctones, beneficiando o meio ambiente e inclusive a fauna brasileira. concomitante a esse processo de recuperação, as plantas medicinais ocuparam parte do terreno destinada a produção. Agora, a Flor do Cerrado alça novos vôos.

Começam a extrair óleos essenciais de plantas do próprio terreno, um grande avanço, posto que os óleos e seu valor comercial viabilizam a preservação de material colhido, concentrando-os e mantendo suas propriedades.

Sobre isso, falou Helena Belai na comemoração dos 46 anos da Empaer – Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural – , na último dia 14 de setembro.

Ela explicou sobre o óleo de eucalipto citriodora, reconhecido como desinfetante e bactericida e que pode ainda ser útil em tratamentos de doenças como a pneumonia. Hoje os Belai extraem óleo de cinco ervas e aguardam a análise que será realizada pelo laboratório da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), verificando os ativos e seus teores dos novos produtos.

A comemoração, em meio a 2ª Feira da Agricultura Familiar, com produtores rurais expondo e comercializando seus produtos, teve também a exposição dos novos empreendimentos do Flor do Cerrado, incluindo plantas medicinais e os novos óleos essenciais extraídos de forma artesanal.

FONTE: AROMATERAPIA & AROMATOLOGIA – BY PORTAL VERDE

Importância biológica dos óleos essenciais

Importância biológica dos óleos essenciais

Muitas espécies vegetais liberam diversas misturas de compostos voláteis pertencentes ao metabolismo secundário presentes em folhas, flores e frutos para a atmosfera. Estes compostos voláteis, são constituídos principalmente de terpenóides, fenilpropanóides e derivados de ácidos graxos, e representam cerca de 1% dos metabólitos secundários conhecidos de plantas (Dudareva, et al., 2004).

Estes compostos voláteis de baixo peso molecular pertencem a diferentes grupos funcionais (hidrocarbonetos, álcoois, aldeídos, cetonas, éteres e ésteres) e desempenham um papel vital no ciclo de vida das plantas proporcionando uma maneira para que as plantas interajam com o ambiente ao seu redor. Emitindo compostos voláteis de flores e frutos (aromas e sabores), as plantas produzem pistas químicas para animais, polinizadores e disseminadores de sementes, garantindo assim a reprodução das plantas e o sucesso evolutivo (Reinhard et al., 2004; Pichersky e Gershenzon, 2002).

Os compostos voláteis emitidos a partir de tecidos vegetativos, como parte do sistema de defesa da planta, pode diretamente repelir microrganismos e animais ou atrair predadores naturais que atacam os herbívoros, protegendo indiretamente a planta através de interações tritróficas. Ao liberar voláteis de sinalização, uma planta pode reduzir o número de herbívoros em mais de 90% (Kessler e Baldwin, 2001) e também alertar plantas adjacentes sobre o ataque de patógenos (Engelberth et al., 2004). Voláteis emitidos pelas raízes podem contribuir para sistema de defesa abaixo da superfície, os voláteis emitidos podem agir como anti-microbianos e produzir substâncias contra herbívoros ou apresentar atividades alelopática que aumentem a competitividade no ambiente (Steeghs et al., 2004; Chen et al., 2004).

A maior parte das espécies que produzem óleos essenciais são angiospermas eudicotiledôneas, principalmente pertencentes às famílias Asteraceae, Laminaceae, Lauraceae, Myrtaceae, Rutaceae, Myristicaceae e Apiaceae (Alonso, 1998; Lavabre, 1997; Simões e Spitzer, 2004). Os óleos essenciais podem ocorrer em estruturas especializadas, como células parenquimáticas diferenciadas (Lauraceae, Myrtaceae, Piperaceae, Poaceae), em tricomas glandulares (Lamiaceae) ou canais oleíferos (Apiaceae e Asteraceae). Podem também ser estocados em certos órgãos como flores (como na rosa), folhas (louro, melissa e eucalipto), cascas do caule (canela), madeira (pau-rosa), rizomas (gengibre), frutos (anis-estrelado) ou sementes (noz-moscada). Sua função envolve sinais de comunicação química no reino vegetal e atuam como armas de defesa química contra o reino animal.

Na natureza, óleos essenciais desempenham um papel importante na proteção das plantas como agentes antibacterianos, antivirais, antifúngicos, inseticidas e também contra herbívoros, reduzindo seu apetite para tais plantas (Bakkali et al., 2008).

FONTE: http://www.curaplantas.com.br/artigo%20oleosessenciais.html

Simpósio de Cromatografia começa no dia 14/09 Campos do Jordão sedia pela primeira vez uma edição desse evento

Simpósio de Cromatografia começa no dia 14/09
Campos do Jordão sedia pela primeira vez uma edição desse evento
Simpósio-Cromatografia
Nos dias 14, 15 e 16/09 acontece o Simpósio Brasileiro de Cromatografia (SIMCRO) no Campos do Jordão Arts & Convention Center, que abordará o desenvolvimento, avançose aplicações desta técnica.
O Simpósio é o único evento no Brasil destinado à técnica de separação de componentes de uma substância reunindo profissionais, estudantes de graduação, pós-graduação, professores, empresas, entidades públicas em torno de uma programação científica composta por palestras, plenárias, exposição, pôsteres, simpósios técnicos e satélites, com destaque para o Workshop Brasileiro de Resíduos e Contaminantes em Alimentos e Fluídos Biológicos (ReCAFluB).

Entre os temas que estarão em discussão durante esse encontro são “Avanço recente da análise de fármacos e fluídos biológicos”; “Análise de componentes voláteis: aromas, óleos essenciais, fragrâncias”; “Produtos naturais/ fitoterápicos”, “Caracterização cromatográfica de combustíveis fósseis e renováveis e seus derivados”; “Aplicações de técnicas cromatográficas e afins em análises clínicas/ toxicológicas”, dentre outros.

A técnica da cromatografia foi apresentada, em 1906, pelo pesquisador russo Michael Tswett, que separou a clorofila de uma mistura de pigmentos de plantas, através de uma coluna cheia de carbonato de cálcio em pó, com lavagem de éter de petróleo. Enquanto a mistura de pigmento descia pela coluna apareciam bandas separadas por cores distintas, o que ocasionou o nome “cromatografia”, ou seja, “escrita em cores”; apesar de haver hoje separação de componentes sem o aparecimento de cores.

O SIMCRO surgiu em 1996, como um fórum de debates sobre as modalidades de cromatografia (ciências da separação) e afins, porém logo incorporou demais técnicas, tendo passado pelas cidades de Águas de São Pedro (1996, 2006) e Florianópolis (2008), reunindo pesquisadores do Brasil e exterior de discutem os avanços, aplicações e dessa técnica, quem vem tendo um crescimento significativo no país.

O Simpósio Brasileiro de Cromatografia tem a organização e  realização do Instituto Internacional de Cromatografia. Outras informações pelo site http://www.iicweb.org .

Universidade gaúcha traz pesquisador australiano para ministrar curso de cromatografia

Cromatografia gasosa é a um exame especial, principal tecnologia empregada na identificação dos componentes dos óleos essenciais.

Nos dias 11 e 18 de setembro, a Universidade Feevale realiza o curso Cromatografia Gasosa Bidimensional Abrangente – uma ferramenta analítica para a caracterização de compostos orgânicos em amostras complexas, como amostras petroquímicas, ambientais, alimentos, fragrâncias, óleos essenciais, fármacos, metabolômicas, entre outras. Essa técnica foi proposta em 1991 e vem crescendo rapidamente no mundo todo, devido a riqueza de informação analítica obtida.


Nesse curso, será apresentada uma introdução aos princípios da técnica em português e a segunda parte do curso será ministrada em inglês pelo professor Philip Marriott. A atividade, portanto, é destinada aos estudantes de cursos técnicos, graduação e pós-graduação com conhecimentos básicos de cromatografia, das áreas de Química, Engenharia Química, Farmácia, Biomedicina, Ambiental, Alimentos, entre outras.

Philip Marriot atua na RMIT (Austrália), como professor e pesquisador na área de ciências da separação. Sua principal contribuição científica é o desenvolvimento do sistema de modulação criogênico para cromatografia gasosa bidimensional abrangente. Possui interação com grupos de pesquisa em vários países, como: Nova Zelândia, Tailândia, Singapura, Suíça, Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Itália, Colômbia e Brasil, entre outros. É autor de mais de 130 artigos científicos. Além dele, participam as professoras Cláudia Alcaraz Zini e Elina Bastos Caramão.

O curso é realizado aos sábados, das 9h às 12h e das 13h às 18h. As inscrições estão abertas e podem ser feitas até o dia 9 de setembro, pelo site www.feevale.br/extensao, no Núcleo de Cursos e Eventos de Extensão do Campus I ou no Atendimento Feevale, no Campus II. Mais informações pelo telefone (51) 3586-8822.

Confira o programa:

– Princípios da Cromatografia Gasosa Bidimensional Abrangente
– Fundamentação teórica
– Instrumentação Analítica
– Acoplamento com diferentes detectores
– Desenvolvimento de metodologias analíticas
– Espectrometria de massas
– Índices de Retenção
– Interpretação de resultados
– Aplicações e implicações

FONTE: Assessoria de Imprensa / Universidade Feevale