Category Archives: Artigos

Classificações da Perfumaria

https://i1.wp.com/blog.superwinkel.nl/wp-content/uploads/Parfum-Concentratie-2.jpg

A indústria de perfumaria classifica os perfumes de acordo com o percentual de óleo essencial (ou essência sintética, ou ainda uma combinação) utilizado em sua composição.

Os nomes são dados de acordo com o nível de concentração da essência no perfume, que será preservada através do uso de substâncias fixadoras (naturais ou sintéticas). Os bons perfumes utilizarão como essência os óleos essenciais (obtidos da destilação de plantas aromáticas), que são altamente voláteis, daí tal necessidade. Conheça as características do perfume verdadeiro e suas versões diluídas eau de parfum, eau de toilette e eau de cologne.

Perfume: A fragrância conhecida pelo termo original francês (parfum) possui entre 18% e 35% de essência. Seu poder de fixação na pele é grande, podendo durar de 8 a 24 horas, conforme a qualidade da fragrância e o caminho olfativo. Os melhores perfumes utilizam óleos essenciais naturais, e por ser uma matéria prima nobre, podem tornar-se mais caros do que os que utilizam essências sintéticas. Por outro lado, possuem efeitos reais sobre a psique de quem os cheira. Não foi a toa que a Aromaterapia foi criada por um químico ligado a indústria de perfumes!

Eau de Parfum: Sub-produto do perfume propriamente dito, é diluído em maior quantidade de água (daí o “eau”, água em francês), apresentando concentração de essência entre 12% a 18%, o que pode representar uma percepção de seu aroma por até 10 horas.

Eau de Toilette: caracterizado por uma fragrância mais discreta, apresenta índices de concentração entre 8% e 10% e tempo de fixação de até 8 horas. Muitos considerarão o Eau de Toilette como uma escolha adequada para lugares úmidos, de ambiente pesado, que pode tornar perfumes mais concentrados um tanto quanto exagerados dependendo é claro da dose utilizada.

Eau de Cologne ou Desodorante Colônia: possui baixa concentração de essências, 5% no máximo. No Brasil, criou-se uma terminologia própria para essas fragrâncias: deo colônia ou desodorante colônia. De fato possui uma concentração de óleo essencial e álcool que pode atuar como desodorante, agindo contra os germes que transformam o suor humano e liberam mau odor. Sendo mais leve e mais barato, é comum o seu uso diário.

Arnaldo V. Carvalho, Aromaterapeuta.

Para acabar com os piolhos (de vez) naturalmente!

Por Arnaldo V. Carvalho

Quem tem filho em idade escolar já sabe dos mil cuidados que se deve ter – piolho é uma praga!!! Lá vem ele tão lindo e azedinho, depois de brincar o dia todo na escola, encostar sua cabecinha de criança no nosso colo. Cafuné para lá e para cá e lá estão OS BICHOS. Peçonhentos, perturbam o sono das nossas crianças, as vezes até dão febre. E ó, quanto mais o sangue é doce, mais eles gostam e fixam residência.

Resolvi postar aqui dicas naturopaticas rápidas para nenhuma criança mais ter que conviver com esse famigerados parasitas, sem precisar recorrer a medicamentos ou químicas muito agressivas.

Miniatura ''(thumbnail)'' da versão das 23h32min de 15 de janeiro de 2007Para a prevenção, pouca coisa melhor do que o óleo essencial de lavanda. Ele não mata piolhos, mas eles realmente detestam e não ousarão pular para a cabeça de seu (sua) filho (a). Duas gotinhas, uma no alto da cabecinha, a outra você espalha na ponta do indicador e do polegar a passando nas pontinhas do cabelo, como quem quer impermeabiliza-los. Só.

Para o tratamento, vamos ser mais agressivos, mas não sem doçura. Vamos à receitinha:

SHAMPOO E LOÇÃO ANTI-PIOLHO COM AROMATERAPIA (BY ARNALDO V. CARVALHO)

A LOÇÃO
1 colher (sopa – 5ml) de óleo de neem
1 colher (sopa – 5ml) de jojoba
10 gotas (0,5 ml) de tea-tree
5 gotas  (0,25ml) de hortelã
3 (0,125 ml) gotas de tomilho
30ml de extrato alcóolico (tintura-mãe) de erva macaé ou fumo de rolo (macerar a erva a 40% por 7 dias – dura no mínimo um ano abrigado da luz e do ar). Misturar bem.

SHAMPOO: Em um shampoo de 250ml (prefira shampoos neutros), misturar os óleos essenciais mencionados acima.

Modo de usar: Ao tomar banho, usar o shampoo normalmente. Depois do banho,   após secar a cabeça, aplicar a loção com o pente fino e deixar. Ela é suave, tem cheirinho bom mas é eficiente! As aplicações são diárias e devem acontecer até que os bichinhos tenham sumido de vez.

e para as lêndeas, que se não tratar volta tudo de novo, experimente essa

FÓRMULA ANTI-LÊNDEAS by Arnaldo V. Carvalho

Misturar 2 xícaras de vinagre de maçã, 2 xícaras de condicionador de cabelo. 1 colher (café) de óleo de neem. Aqueça essa mistura ao ponto de ficar quentinho (um pouco mais do que o morno) e acrescentando 5 gotas de óleo essencial de tomilho (Thymus vulgaris), aplique ao pente fino e vá penteando o cabelinho da criança desde a raiz, de trás para frente. Vá batendo o pente numa vasilha com vinagre. Então é lavar normalmente e secar o cabelo de preferência com o secador.

Após o desaparecimento dos piolhos, essa fórmula ainda deve persistir por três dias, para a completa morte e remoção das lêndeas.

Hábitos anti-piolho vitais: 

1) As vezes cai um fiozinho com lêndea no lençol ou mesmo no sofá. Risco de recontaminação! ASPIRE E PASSE A FERRO os locais onde seu filho se recosta (isso inclui o estofamento do carro!).

2) O açúcar é o maior fator de atração para um piolho. Quanto mais doce está o sangue, melhor. O que isso quer dizer? Simples: criança com hábitos saudáveis tem grande vantagem, pega menos piolho. Pronto, se ainda não havia chegado a hora de resolver isso, agora chegou. Cortar refrigerantes doces diários, excesso de sobremesas e industrializados, etc., etc.

3) Banho: não adianta, é chegar e tomar banho correndo, nada da criança chegar e correr para um programa de TV etc. Vamos sempre usar o banho com shampoos aromaterapeuticos ok!

4) Todas as escovas e pentes de cabelo da casa precisarão passar por lavagem e molho por 15 min em vinagre quente. Depois disso separe um pente só para a (o) piolhenta (o).

5) Apareceu um com piolho? Tem que examinar a cabeça de todo mundo inclusive dos adultos. É positivo que todos possam aderir ao uso da lavanda e do shampoo do tratamento como profilaxia durante todo o período.

6) Fiquem longe dos pombos! Pombos são vetores importantes e terrenos e terra batida onde eles estão muitas vezes são fonte inicial de contaminação. Nada de alimenta-los, na natureza eles são lindos e felizes, nas cidades transmitem tantas doenças e são tão sujos quanto os ratos.

* Arnaldo V. Carvalho, também já foi criança e sofreu com piolhos. Naturopata e pai, desenvolve fórmulas, pesquisa e ensina os preceitos da Aromaterapia para a qualidade de vida das famílias.

Reportagem diz que óleos essenciais são de grande importância no tratamento das unhas


Confira como prevenir micoses e ter as unhas sempre bonitas

Parte importante de qualquer look, as unhas dizem muito sobre os hábitos de higiene e sobre a saúde
 
Crédito: Getty Imagens
Proteger as unhas é a melhor maneira para que elas fiquem saudáveis e bonitas
Proteger as unhas é a melhor maneira para que elas fiquem saudáveis e bonitas

 

 

Não é à toa que as mulheres são vaidosas e capricham na manicure para deixá-las sempre bonitas, mas não são somente as unhas femininas que merecem atenção. “Todos devem cuidar e observar qualquer alteração nas unhas, pois elas revelam muito mais do que as pessoas imaginam”, diz Dra. Sheila Gonçalves, especialista em cosmetologia.

 

De acordo com Sheila, as unhas são anexos cutâneos em forma de lâminas compostas de proteína (queratina), sais minerais (cálcio, enxofre), lipídeos e água. “Suas funções são de extrema importância e estão relacionadas com a proteção e movimentos precisos dos dedos, além de indicarem o estado de saúde do organismo, pois seu comprometimento pode ser alerta de doenças renais, pulmonares, cardiovasculares, circulatórios e até câncer de pele”, afirma.

 

“Dentre as alterações, a que aparece com mais frequência é a micose ou onicomicose, isto é, a contaminação da unha por fungos. Acredita-se que hoje em dia 20% da população mundial adulta entre 40 e 60 anos apresente a unha contaminada por eles,” explica a cosmetóloga. ” aparecimento da micose geralmente está relacionado com o desequilíbrio das condições normais da pele. As principais formas de contágio são contato com o solo, com animais, ir à praia e piscina sem proteção, traumatismos por uso excessivo de sapatos ou tênis ou alicates e tesouras contaminados” afirma.

 

Para o tratamento, Sheila aconselha a procura de um médico, pois somente ele pode indicar o tratamento mais eficaz. “O tipo de tratamento depende das condições que se encontra a unha e poderá ser feito com o uso de medicamentos sistêmicos (antifúngicos) e o uso externo de produtos dermocosméticos. Recentes estudos demonstram a importância do uso de óleos essenciais como tomilho, cravo e melaleuca que promovem um tratamento completo, pois estimulam o crescimento, melhoram unhas fracas, quebradiças e combatem as micoses”, diz.

 

Fonte: Stéfanie Privado/Terra