Perguntas Frequentes

1. O que é aromaterapia e aromatologia? Qual a diferença?

R – Simples. Aromaterapia é o tratamento utilizando óleos essenciais, realizado em seres humanos, mas também em animais e vegetais. Aromatologia é o estudo geral dos óleos essenciais e seus derivados, unindo diferentes fontes de saber, tais como a farmacologia, a antropologia médica, as medicinas tradicionais, a química, a clínica, a fitoterapia, etc. Ou seja, é a partir dos estudos desenvolvidos pela aromatologia que se desenvolvem novas aplicações e entendimentos para o uso dos óleos essenciais na terapias, ou seja, na aromaterapia.

2. O que são aromacologia, osmoterapia e osmologia?

Todos os termos relacionados à aromaterapia e ao mundo dos cheiros em geral são recentes, em especial na língua portuguesa. Assim, os significados muitas vezes se confundem, e os limites entre o que uma e outra palavra querem dizer muitas vezes são tênues.

Osmologia – É o estudo dos odores, da percepção olfativa e do relacionamento das partículas odoríferas com o ser humano através do olfato.

Aromacologia – É a aplicação dos saberes da osmologia no dia a dia. Muitas vezes aromacologia e osmologia são tidos como sinônimos; Contudo, a orientação do termo aromacologia é mais voltado para a prática, de caráter sobretudo profilático.

Osmoterapia – É o tratamento dos desequilíbrios do ser humano, em diversas esferas, através do sentido olfativo.

3. É uma terapia de cheiros?

R – É e não é. O termo aromaterapia foi criado num contexto onde “aroma” denota essência, ou mais precisamente, óleo essencial. Assim, é uma terapia que utiliza o potencial dos óleos essenciais. Uma das vias de tratamento com óleos em aromaterapia é o olfato. Mas o uso de óleos essenciais é muito amplo, e dependendo do óleo, do caso, etc., pode ser indicado uma série de usos diferentes.

4. Qual a diferença entre óleo essencial e essencia?

R – Todo óleo essencial é uma essência, mas nem toda essência é um óleo essencial. Até o início do século XX, quase todo produto aromatizante tinha origem em óleos essenciais, conhecidos simplesmente como “essências”. Com o tempo o mercado passou a ser dominado por essências sintéticas, mais baratas mas sem potencial terapêutico algum.

5. Que disciplinas compõem o estudo da aromaterapia?

R – A aromaterapia incorpora em seu estudo e prática um conjunto grande de disciplinas. Botânica, fitoquímica, farmacologia, toxicologia, agronomia, fitoterapia, medicina tradicional chinesa, medicina tradicional ayurvédica, medicinas tradicionais em geral, medicina popular brasileira, anatomia, fisiologia, nutrição, histologia, patologia, além de outras, devem constituir a base do aromaterapeuta. Não podemos esquecer do elemento fundamental não só da aromaterapia mas de todas as ações do ser humano: A ética, que jamais deve deixar de ser revisada e reforçada em todos os cursos, em qualquer estágio de formação, para tudo e para todos.

6. Qual a segurança da utilização dos óleos essenciais em seres humanos?

R – Há uma ampla gama de estudos sobre a segurança dos óleos essenciais, não só em seres humanos mas também em animais e plantas. Cada óleo possui um perfil toxicológico distinto, sendo impossível generalizar um grau geral de segurança. A maioria dos óleos de plantas tradicionais da fitoterapia européia tem estudos de toxicológicos, de DLM, etc., demonstrando a ação individual nas diferentes vias metabólicas do corpo. Assim, a segurança depende da correta orientação e utilização dos óleos essenciais, que deve preferencialmente ser feita por um profissional que tenha uma base semelhante à encontrada no tópico 5.

7. Que profissionais podem utilizar a aromaterapia em seu trabalho?

R – Todo profissional de sáude pode complementar sua formação para passar a utilizar óleos essenciais em sua prática terapeutica. O importante é que a base descrita no tópico 5 seja respeitada.

8. Existe formação oficial? Como posso iniciar meus estudos?

R – Não existe pelo menos na realidade brasileira uma formação oficial exclusiva para a aromaterapia. Alguns cursos porém incluem a aromaterapia como disciplina, em pós-graduações ou mesmo em algumas graduações. A UNISUL e a ANHEMBI são exemplos de universidades que possuiem graduação em Naturologia, que inclui a aromaterapia como disciplina. Algumas pós-graduações em terapias holística ou complementares espalhadas pelo país também incluem a disciplina. Finalmente, há cursos de extensão universitária, destinados geralmente à alunos de farmácia, química, etc.

Contudo, é importante considerar que existem ótimos cursos livres de aromaterapia, que embora não oficiais representam os cursos com maior carga horária e com profissionais mais atuantes na área. Alguns exemplos incluem cursos dos Professores Fabián Lazló, Arnaldo V. Carvalho, Julia Nunes, Renate Tirler, Adão R. da Silva, Sâmia Maluf, entre outros.

9. Como o óleo essencial funciona no ser humano quando utilizado em difusores (rechauds)?

R -Óleos essenciais possuem moléculas altamente voláteis, que se dispersam no ambiente com facilidade. Como o calor das velas ou lâmpadas se promove uma evaporação rápida dos óleos, que estarão dispersos por todo o ambiente. Óleos com propriedade bactericida (a grande maioria deles) já começam a agir purificiando o ambiente. Ao penetrar na via nasal humana, os óleos atingem rapidamente o córtex cerebral e se inicia uma série de reações químicas que estimulam sutilmente certas áreas do cérebro, dependendo do óleo utilizado. Assim pode-se utilizar óleos com efeito calmante ou excitante, estimulante do apetite, anti-espasmódico, e mesmo imunoestimulante, com resultados reais.

10. Como a aromaterapia é vista e tratada em outros países?

R – Cada país trata a aromaterapia de uma forma bastante distinta. Países como Canadá e EUA vêem a aromaterapia como o Brasil: A maioria das pessoas procura aromaterapia como uma técnica de usar em casa, ligando a mesma à massagens ou mesmo a exoterismo. Mesmo assim, a aromaterapia é, mais uma vez tema de disciplinas de formações como a da Naturopatia. A França é considerado o país mais avançado na chamada “aromaterapia médica”. Lá a utilização de óleos essenciais deve ser prescrita por médicos, e há uma série de clássicos descrevendo vias de utilização pouco desenvolvidas em outros países, como a via oral por exemplo. Países como a Inglaterra e outros possuem cursos de aromaterpia reconhecidos como cursos técnicos.

ZPerguntas Frequentes sobre cursos de aromaterapia no Brasil

1. Cursos de aromaterapia são reconhecidos?

R – A aromaterapia é uma prática não regulamentada pelo governo federal. Isso significa que ainda não há regras claras sobre as formações de aromaterapia, e que todos os cursos até o momento são simplesmente visto como cursos livres. Em alguns casos, a aromaterapia entra como disciplina acadêmica nas universidades, seja em graduações (normalmente as de naturologia oferecem a aromaterapia como matéria) ou pós-graduações em terapias naturais, holísticas, etc.

2. Cursos indicados neste site são reconhecidos?

R – Os cursos são cursos livres, e reconhecidos pelo mercado. Os professores indicados possuem respaldo, formação e prática de muitos anos na aromaterapia, e têm condições de oferecer uma preparação moderna, eficiente e bem embasada aos seus alunos.

3. Como faria para trazer o curso para minha cidade?

R – Basta você ter interesse e entrar em contato conosco. Se realmente for de seu interesse teremos o prazer de ajuda-lo a organizar um curso em sua cidade. Existem muitas possibilidades, portanto, escreva!

4. Aromaterapia é uma profissão?

A aromaterapia é uma disciplina que pode fazer parte do currículo de diversas profissões de saúde. Ao mesmo tempo, é considerada uma terapia holística, e enquanto terapia holística, uma profissão completa. Contudo, a preparação deste profissional para o mercado merece atenção. Cursos com carga horária baixa preparam quem já é profissional de saúde.

5. Quais são os pré-requisitos para fazer os cursos?

Não há pré-requisitos, pois a linguagem utilizada sempre é acessível ao público geral. Contudo, o leigo irá aproveitar o curso para seu uso preventivo, em casa, enquanto que o profissional de saúde e terapias irá aproveitar as técnicas da aromaterapia como ferramentas de trabalho.

Perguntas frequentes sobre os cursos divulgados no nosso Blog (categoria AGENDA)

1. Como me inscrever para participar de cursos, eventos e demais acontecimentos nos acontecimentos anunciados agenda do site?

R – Apenas divulgamos os acontecimentos. Inscrições e informações devem ser buscada diretamente junto aos organizadores.

2. Posso anunciar meus acontecimentos na agenda do site?

R – Sim! Eventos sem fins comerciais são gratuitos. Demais eventos sob consulta. Entre em contato conosco!

4 responses to “Perguntas Frequentes

  1. Bom dia, gostaria de saber aonde esta tendo o Curso teórico-prático sobre óleos essenciais, graxos e tratamentos. Gostaria de fazer.

    Att,
    nubia diniz
    e-mail: nubia_diniz@hotmail.com

    Gostar

    • Preciso saber de onde és, pois ministro esse curso em várias cidades, e tenho colegas que também são bons professores e posso indicar caso eu não possa oferecer esse curso na sua localidade. Farei contato por e-mail está bem?
      Um abraço,
      Arnaldo V. Carvalho

      Gostar

  2. Olá arnaldo! Sou de são Luis/MA. Me indicaria um bom curso?

    Gostar

    • Querida Camilla,
      Infelizmente não conheço profissionais de sua região. Caso não encontre, pode me enviar um e-mail pessoal que será um prazer ministrar curso para você e outros interessados.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s